Clipping de notícias: 7 erros a evitar

Clipping
74
Clipping de notícias: 7 erros a evitar

Você, assessor de imprensa, sabe o quão crucial é o trabalho de clipping de notícias para a reputação e imagem da sua empresa ou cliente, certo? Mas você também sabe que um erro na hora de realizar essa tarefa pode colocar em risco todo o esforço de comunicação e marketing. Por isso, é fundamental estar atento aos principais erros a serem evitados ao fazer um clipping de notícias.

Neste artigo, vamos te guiar pelos equívocos mais comuns e compartilhar dicas valiosas para garantir que seu clipping seja preciso, confiável e traga resultados positivos para seu trabalho. Então, prepare-se para dominar de vez a arte do clipping de notícias e impressionar seu cliente com sua eficiência e excelência!

1 – Focar em veículos de mídia conhecidos

Um erro comum ao fazer um clipping é focar apenas em veículos de mídia conhecidos ou de grande circulação. É importante lembrar que a sua empresa pode ser mencionada em veículos de mídia menores ou específicos da sua área de atuação. Portanto, é fundamental fazer um levantamento abrangente dos veículos de mídia que podem ser relevantes para a sua empresa e incluí-los no clipping.

LEIA TAMBÉM: Gestão de Conteúdo: Personalização com foco em resultados

2 – Não atualizar a lista de palavras-chave

As palavras-chave são essenciais para um clipping eficiente, pois são elas que ajudam a identificar as notícias relevantes. No entanto, muitos assessores de imprensa não atualizam regularmente a lista de palavras-chave, o que pode resultar em notícias importantes sendo ignoradas. É importante revisar e atualizar a lista de palavras-chave com frequência, para garantir que o clipping esteja capturando todas as notícias relevantes.

3 – Não avaliar a relevância das notícias

Não basta apenas capturar todas as notícias que mencionam a sua empresa ou cliente, é preciso avaliar a relevância de cada notícia. Algumas notícias podem ser importantes para a sua empresa, enquanto outras podem ser irrelevantes ou até mesmo prejudiciais. É importante fazer essa avaliação e priorizar as notícias mais relevantes para o clipping.

LEIA TAMBÉM: Clipping: como avaliar a qualidade da informação coletada

4 – Não revisar o clipping

Por fim, um erro comum é não revisar o clipping antes de enviar para o cliente ou para a equipe interna. É importante revisar o clipping para garantir que todas as notícias relevantes foram incluídas, que as informações estão corretas e que não há erros de digitação. Uma revisão cuidadosa pode evitar problemas e garantir a qualidade do clipping.

5 – Não acompanhar o feedback do cliente

É importante acompanhar o feedback do cliente em relação ao clipping de notícias, para entender se as expectativas estão sendo atendidas e se é preciso ajustar algum aspecto. Caso o cliente aponte algum problema ou sugestão de melhoria, é fundamental que o assessor de imprensa leve em consideração e faça as alterações necessárias para garantir a satisfação do cliente.

LEIA TAMBÉM: O que é Análise de Mídia?

6 – Não diferenciar notícias positivas e negativas

Ao fazer um clipping, é fundamental diferenciar as notícias positivas e negativas para a empresa ou cliente. Apenas capturar todas as notícias sem fazer essa diferenciação pode levar a uma análise equivocada da reputação da empresa na mídia. Portanto, é importante marcar claramente as notícias positivas e negativas para que a avaliação seja precisa e confiável.

7 – Fazer buscas manuais

Esse é um erro que muitos profissionais de assessoria de imprensa acabam cometendo. O uso de clipping gratuito, como busca manual no Google, pode parecer uma opção econômica e rápida, mas pode prejudicar a qualidade e a efetividade do clipping.

Em primeiro lugar, o uso de ferramentas manuais de busca pode resultar em perda de informações importantes, já que o profissional pode não conseguir encontrar todas as notícias relevantes para a empresa ou cliente. Além disso, essa abordagem é bastante trabalhosa e pode consumir muito tempo do assessor de imprensa, que poderia estar dedicando seu tempo a outras atividades estratégicas.

Por outro lado, o uso de um serviço de clipping profissional garante que todas as notícias relevantes sejam coletadas de forma automatizada e em tempo real, sem a necessidade de busca manual. Além disso, esses serviços geralmente oferecem recursos adicionais, como relatórios personalizados e análises de tendências, que podem fornecer insights valiosos para a tomada de decisão.

Por isso, é importante considerar o investimento em um serviço de clipping profissional para garantir a qualidade e a efetividade do clipping de notícias. Dessa forma, o assessor de imprensa pode dedicar seu tempo e energia a atividades mais estratégicas e ter a certeza de que está fornecendo um serviço de qualidade para seu cliente ou empresa.

SAIBA MAIS: Análise de Mídia

O clipping de notícias é um dos instrumentos mais importantes para a gestão da comunicação. Com ele, é possível saber o que se fala da empresa, dos seus produtos e serviços, e também dos seus concorrentes.” – João José Forni, consultor de comunicação e autor do livro “Clipping: como fazer e avaliar

Concluindo

Não há dúvidas de que o clipping de notícias é uma atividade fundamental para o sucesso do trabalho de um assessor de imprensa. Evitar os erros mencionados neste artigo é essencial para garantir que o clipping seja preciso, confiável e forneça informações valiosas para a tomada de decisão.

Seja ao não confiar somente em ferramentas de automação, estar atento à privacidade das pessoas envolvidas nas notícias ou buscar feedback constante do cliente, aprimorar continuamente suas habilidades como assessor de imprensa é fundamental para alcançar resultados cada vez melhores.

Lembre-se sempre: o clipping de notícias é uma ferramenta poderosa, mas só pode ser eficaz se utilizado de maneira inteligente e estratégica. Aplique essas dicas e transforme seu clipping em uma poderosa ferramenta de comunicação e reputação para sua empresa ou cliente!

clipadora, clipping, monitoramento, monitoramento da informação, monitoramento de hashtags, monitoramento de mídia

Veja também:

WordPress Appliance - Powered by TurnKey Linux